terça-feira, 5 de agosto de 2014

Ser quem quiser não é fazer o que quiser

A cultura do excesso de fiscalização só tem espaço para um povo que não foi educado. E o Brasil, infelizmente, não foi educado.
E não me refiro à escolas, mas sim a uma visão muito mais ampla de sociedade. Me refiro à caráter. 
É lindo quando vemos países mais desenvolvidos sendo livres, sem controles rígidos, sem punições, sem fiscais... Mas lá funciona não por causa do governo (como muitos críticos por aqui gostam de dizer), mas por causa das PESSOAS. E pessoas são educada por seus PAIS. Ponto final.
Li um texto de Tite Geraldo e gostei muito. Por aqui, não basta uma placa sinalizando que é proibido estacionar, precisa de um fiscal.
Não basta uma placa avisando que é proibido pular uma cerca em um zoológico, é preciso um fiscal. Caso contrário, somos um povo composto por uma criança desafiadora, um pai pouco "firme" (que alegou não ter tirado o filho de lá pois o mesmo estava insistindo) e visitantes mais preocupados em filmar do que "puxar" uma criança para fora de uma zona de risco.
É isto! Por aqui continuaremos debatendo quem foi o culpado sobre a tragédia do zoológico ao invés de criarmos conversas muita mais profundas que poderiam explicar porque episódios como estes ocorrem na nossa cultura. No meu ponto de vista, o mais assertivo seria questionarmos o que NÓS podemos fazer de diferente. Seja na posição de pais ou de visitantes de um zoológico. Ficar debatendo o que o governo, a administração do parque, o pai daquele menino e etc poderiam ter feito, é mais uma vez, desenvolver julgamento sem reflexão própria.
A placa "proibido ultrapassar a cerca" deveria ser tão respeitada como "devolver o troco", "parar na faixa de segurança", "não beber e dirigir", "não exceder o limite de velocidade"... Mas enquanto precisarmos de figuras de autoridade para que estas práticas sejam exercidas, estaremos delegando a educação do nosso povo.
Aqui no blog #PaisSemPressa temos percebido algum grau de confusão sobre o tema. Pais sem pressa não são pais que deixam os filhos fazerem o que querem. Ao deixar as crianças fazerem o que querem não estamos ensinando obediência, e aí teremos muitas "placas da vida" que serão desconsideradas. Criança precisa sim de orientação, limites e obediência. O que criança não precisa é de uma pressão por serem perfeitas e superarem as expectativas dos adultos.
Pais sem pressa estão presentes na educação e na formação de um filho. Sabendo equilibrar a permissão para que uma criança possa ser em quem ela quer ser, sem necessariamente fazer o que quiser fazer.
E quando assim for, as placas darão o recado suficiente para que tudo funcione como deva funcionar.

Um comentário:


  1. It's truly a nice and useful piece of information. I am glad that you simply shared this useful info with us. Please stay us up to date like this. Thank you for sharing. craigslist long island

    ResponderExcluir